Itapetinga: Um só candidato das oposições levará vantagem sobre José Carlos Moura em 2016

ZE-MICHA-500x375
Foto/ Sudoeste Hoje

As constantes criticas feita pela população contra o governo José Carlos Moura (PT), nos revelam um cenário político bastante instável, sem muitas novidades no que se refere à avaliação negativa do prefeito  em 2016.

Diante do que vem sendo  apresentado é possível dizer que a possibilidade  do prefeito petista fazer sucessor,  só será possível se ocorrer uma divisão da oposição em dois ou mais palanques. Do contrário, José Carlos Moura  será derrotado por qualquer nome apresentado pela união das oposições, seja José Otavio , Adriano Alcântara ,  ou outro nome que venha a surgir no decorrer do processo eleitoral.
Para isso, basta verificar o resultado da última eleição para deputado estadual e federal, onde os candidatos do prefeito não conseguiram superar a casa dos 10 mil votos, e o alto índice de reprovação a sua gestão, 80%.
Historicamente Itapetinga  é uma cidade marcada por sucessivas alternâncias de prefeitos de grupos opostos. Para salvar seu governo, o petista deve fazer muitas mudanças.
Entre as medidas mais urgentes estão: uma reforma administrativa, a redução dos cargos comissionados, a realização de pelos 30% das propostas de campanha e deixar de lado o discurso frágil de sempre colocar a culpa da imagem negativa da gestão na imprensa, principalmente nos blogs independentes . Até por que nenhum um órgão de imprensa é capaz de fazer a cabeça de 80% de itapetinguenses .
O prefeito precisa entender que quem constrói as pautas positivas e negativas é o próprio governo. A imprensa somente reflete através de comentários e de manifestações espontâneas na internet e nas emissoras de rádio, o que pensa a sociedade.
Se o prefeito continuar utilizado esse mantra que o leva a identificar um inimigo a cada esquina, ou até mesmo, querer sempre nomear um culpado pelos erros que teoricamente são dele, vai dar de mãos beijadas a sua tão adorada cadeira de prefeito a qualquer candidato que a oposição apresente.
 

Comentar

Derba muda de nome. Agora é SIT

derba-itapetingaO Derba – Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia – foi  extinto no último sábado, 28/02/15. Em seu lugar surge a Superintendência de Infraestrutura de Transportes da Bahia (SIT) que já estará funcionando a partir da próxima segunda-feira, dia 2 de março. Ao que parece a mudança se resumirá ao nome. A SIT, vinculada à Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia, terá como as atribuições, segundo a assessoria do Derba, a execução dos programas relativos à subfunção transporte. “A diferença está apenas no modelo de gestão, que deixa de ser autarquia e passa a ser centralizado”, justifica o governo.


Comentar

Associação denuncia Governo do Estado por não investir na UESB

ÍndiceCom mais de três anos de defasagem, o quadro docente das Universidades Estaduais da Bahia tem necessidade de cerca de 1.200 vagas. A situação implica na falta de professores em sala de aula, precarização do trabalho docente e o desrespeito a direitos trabalhistas como promoção na carreira. O Fórum das ADs desde 2012 pressiona para a ampliação do quadro e a sua desvinculação por classe. Contudo, o governo do Estado se recusa a aumentar o número de vagas, bem como encaminhar para a Assembleia Legislativa o PL da desvinculação. Leia mais…


Comentar

EM ENTREVISTA NO RÁDIO, MICHEL DIZ QUE ROSEMBERG COMPROU ZÉ CARLOS POR R$ 1 MILHÃO E QUE CAMPANHA FOI FEITA COM DINHEIRO DA PETROBRAS

entrevista-michel-500x280Em entrevista concedida à Rádio Vida Nova FM, na manhã deste sábado (28), os ex-prefeitos Michel Hagge (PMDB) e José Otávio Curvelo (DEM) abordaram temas a respeito da política local e das perspectivas dos partidos de oposição, para as eleições de 2016, ratificando a disposição de caminharem unidos no pleito.
Dentre os temas gerais, tanto Michel quanto Zé Otávio defenderam o voto distrital e o orçamento impositivo. Ambos disseram não acreditar No governo petista de Rui Costa, criticando os primeiros atos do governador. José Otávio se posicionou contra a decisão do governor de extinguir as Dires, que sempre prestaram relevantes serviços à saúde, no interior do estado.
Michel criticou o seu próprio partido, o PMDB, e disse que se sentiu envergonhado com o programa partidário apresentado na TV, na última quinta-feira. Disse ainda que pela primeira vez em sua vida política, votou contra o seu partido, se referindo à última campanha presidencial, quando votou e apoiou o candidato tucano Aécio Neves. Leia mais…


Comentar

Com bandeira vermelha contas de energia elétrica estarão mais altas em 1º de março

AumentoA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta sexta-feira (27/2), o reajuste dos preços das bandeiras tarifárias, que colocam um acréscimo mensal no valor das contas de luz sempre que a energia gerada no País fica mais cara. A medida aprovada transfere dos reajustes tarifários para o regime de bandeiras os custos do sistema com o chamado risco hidrológico e outros gastos. O valor da bandeira vermelha aumentará dos atuais R$ 3 para R$ 5,50 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos no mês, o que significa um reajuste de mais de 83%. Para a bandeira amarela, a cobrança adicional deverá subir de R$ 1,50 para R$ 2,50 por 100 kWh. Leia mais…


Comentar

Caixa suspende Minha Casa Melhor

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic_.n3sZfmH8mTPor falta de recursos, o governo federal vai suspender o programa Minha Casa Melhor, linha de crédito destinada à aquisição de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos por beneficiários do Minha Casa Minha Vida, com taxas de juros subsidiadas, passando 16,5% para 5%. Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, o governo recebeu R$ 8 bilhões em junho de 2013 para operar o programa. Deste valor, R$ 3 bilhões foram usados para os financiamentos do programa e R$ 5 bilhões foram direcionados a outra operação. Até dezembro, quando o programa completou 18 meses, 640 mil famílias tinham recebido os cartões para financiamento das compras. Foram oferecidos R$ 3,2 bilhões, mas apenas R$ 2,4 bilhões foram realmente contratados. Leia mais…


Comentar

EDITORIAL: Cargo público não é um negócio de família

Um recado do Conselho Nacional de Justiça:
nepotismo
Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
Nepotismo é o termo utilizado para designar o favorecimento de parentes em detrimento de pessoas mais qualificadas, especialmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos. Em 18 de outubro de 2005, o CNJ editou a Resolução n. 7, que baniu práticas de nepotismo do Poder Judiciário brasileiro. Entenda melhor o que é nepotismo no Portal CNJ: http://bit.ly/1FurGAO.

* O nepotismo e as nomeações políticas de aliados pouco probos é um traço comum nas administrações da cidade nos últimos 06 anos e também nos quase 5.700 municípios do Brasil. Este atual “novo” velho governo, de fato, é campeão neste assunto.

O inchaço da máquina pública é um dos entraves ao desenvolvimento do município e também responsável pela precarização das condições de trabalho dos verdadeiros funcionários públicos. Temos denunciado este fato, desde 2010 em todas as nossas participações em campanhas políticas e espaços de entrevistas e debates.
A nomeação de pessoas sem a devida qualificação técnica para integrar alguns postos chaves da administração pública determina a péssima qualidade das políticas públicas que vêm sendo apresentadas para a população nos últimos anos, principalmente,na educação, saúde, habitação popular e políticas de geração de emprego e renda.
Devemos ficar sempre atentos…


Comentar

ITAPETINGA: Votação de projeto polêmico acirra ânimos na Câmara

topiqueirosA sessão ordinária da Câmara Municipal de Itapetinga realizada nesta quinta-feira (26) ficou marcada por polêmicas, discussões e resistência. Na pauta estavam o projeto de Licitação do Transporte Urbano de Itapetinga de autoria do executivo de nº 1.230/13, votado por 14 dos 15 edis. O vereador Valquírio Lima chegou a pedir desculpas aos topiqueiros por terem sidos penalizados devido ele ter votado no projeto sem ler.

Com a finalidade de esclarecer a situação os vereadores João de Deus (PMDB), Fabiano Bahia (DEM), Alfredo Cabral (PSD) e Tarugão (PRP), disseram que votaram em um projeto que não teria efeitos diretos aos topiqueiros e que tratava-se apenas de uma Licitação do Transporte Urbano do município. O vereador Tarugão chegou a dizer que o prefeito teria usado de má fé com a classe. “Ele quis regularizar o transporte municipal e votamos nisso” frisou o edil. O vereador Fabiano Bahia também comentou: “Não votamos nunca em um projeto para prejudicar vocês”.

O vereador da base governista Valquírio Lima entrou com uma emenda para alterar o projeto do Executivo, e pediu uma dispensa de  interstício, chegou a solicitou  que sua emenda fosse apreciada pela Casa. Toda a discussão foi acompanhada pelos topiqueiros que reivindicam o veto do decreto baixado pelo prefeito.

Amaral x Valquírio Lima

Mas o clima ficou mesmo tenso quando o vereador Amaral Júnior lamentou a postura do seu colega em levar para o Plenário o projeto de Lei de nº 002/15 que modifica o dispositivo da Lei anterior do prefeito querendo  que fosse votada em cima da hora : “Nesta noite esta Casa não pode cometer o mesmo  equivoco que o vereador Valquirão cometeu, ele disse que votou em um projeto sem o ler, e,  hoje tornou assinar um outro projeto sem ler, até o timbre da Câmara nele está errado, como esta Casa vai votar em um projeto que chegou aqui as 19:30h ?”. Contestou Amaral

Discurso heterogêneo da vereadora Neide

O discurso do vereador mudou o cenário, a vereadora Neide Pereira defendeu o projeto, em resposta pediu a palavra e disparou “Todos nós votamos neste projeto”. O referido projeto já havia sido enviado ao Legislativo no transcurso do ano de 2014. O discurso da nobre vereadora foi heterogêneo, em meio ao debate ela chegou a dizer que outras empresas teriam participado do processo de licitação, questionada, disse que quem havia mandado ela dizer teria sido o chefe de gabinete.

Ao terminar a sessão

Ao contrário do que foi divulgado dizendo que os vereadores de oposição haviam votado contra o projeto de TOPIQUEIROS, eles apenas tiveram o cuidado de não cometerem o erro de votarem em um projeto sem antes aprecia-lo, ficando a votação para a próxima semana.

Os vereadores governistas queriam a aprovação do projeto hoje (26), já a oposição entendeu que era necessário uma avaliação primeiro.

Opinião

“É natural dentro das regras da democracia existir debates. Quando os vereadores debatem temas de interesse da população, isso demonstra a maturidade da democracia na Casa de leis”.


Comentar

SEM INTERNET NO CELULAR

10312086_628287223916450_1980117363_n-400x3501
Dolane Patrícia

Muitos consumidores foram surpreendidos com a interrupção da internet em seus Smartfones.

Segundo o PROCON, as operadoras estão se baseando na resolução 632 da Agência Nacional de Telecomunicações- ANATEL, que autoriza a alteração de contrato desde que seja comunicado com 30 dias de antecedência. Mas o órgão ressalta que a resolução não pode sobrepor ao Código de Defesa do Consumidor, que é lei.

No entanto, o Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações deixa claro que qualquer mudança em planos de serviços e ofertas deve ser comunicada ao usuário, pela prestadora, com antecedência de no mínimo 30 dias.

Mas, não foi o que aconteceu com a maioria dos consumidores que possuem planos de internet em seu celular. A maioria dos usuários de telefonia móvel, só ficou sabendo que haveria mudanças em seu plano, no momento em que não conseguia mais conexão. Leia mais…


Comentar

Herzem assume mandato como deputado com risco de perdê-lo

DSC_0134O clima de sucessão da vaga deixada pelo deputado estadual Bruno Reis (PMDB) na Assembleia Legislativa é quente. Tudo porque o primeiro suplente da coligação, o radialista de Vitória da Conquista, Hérzem Gusmão (PMDB), só conseguiu validar seus votos do pleito do ano passado através de liminar na Justiça Eleitoral. Caso o peemedebista fique de fora, o caminho fica aberto para o vereador da cidade de Camaçari Antônio Elinaldo (DEM). Leia mais…


Comentar